05/07/15

Sobre Deus (e a minha avó)

Em África, o meu avô foi atingido quase mortalmente. Era o primeiro da fila, mas conseguiu baixar-se a tempo do segundo tiro do inimigo matar o segundo da fila e não o atingir uma segunda vez.

A minha avó diz que Deus o salvou porque ela pediu muito. Eu perguntei se já tinha pensado que a mulher do morto também podia ter pedido muito e pedi-lhe para justificar a escolha de Deus pelo meu avô.

Ela responde depressa: de certeza que foi porque eu pedi muito mais que a outra.

(Deus escolhe os mais chatos.)

Sem comentários: