14/06/15

Foguete


Conheci esta versão há sete anos e desde aí, ouvi-a sempre com muito amor. Depois, um acontecimento muito feliz, talvez o mais feliz da minha vida, deu-lhe o significado que faltava. Na noite passada, sonhei que dava à luz enquanto o Caetano ele próprio e a Maria Betânia cantavam ao vivo na sala de partos. Acordei com tanta pena que o sonho tivesse acabado, que a partir de agora, a única coisa que quero é ouvir isto ao vivo.

O nosso amor é tão bonito, tão sincero, feito festa de São João.