29/05/15

Os jacarandás em Lisboa

Conhecemo-nos por esta altura e a miúda disse-me logo que não gostava de jacarandás. Eu nunca lhes tinha prestado muita atenção, mas ela reclamou muito, disse que toda a gente gostava daquele roxo nojentinho que se pegava aos pés por onde quer que passasse. Até me ameaçou e disse que eu ia ver, aquilo era pior que pastilha. 
No outro dia, olhei para os jacarandás ali ao pé da Guilherme Cossul. Tudo é roxo até ao Rato e num espaço relativamente pequeno, sete pessoas tiravam fotografias àqueles cabelinhos, como quem nunca viu uma flor. Fiquei com uma raivinha e dei-lhe razão: os jacarandás são o Pedro Chagas Freitas das árvores.

2 comentários:

josé luís disse...

tss tss… i'm a little jacarandá, and i'm not pleased…

Laura disse...

Peço desculpa, Zé Luís! :P temos que ir tomar um copo para me redimir!