16/04/15

Do dia (31)

Hoje, acordei de duas em duas horas com pesadelos. Li antes de sair. Pintei os lábios de roxo. Falei de coisas fundas sem ser profunda. Escrevi. Li outras coisas. Escrevi mais. Faltei a um encontro. Li sozinha. Fiquei apática e cada vez mais triste. Tomámos café e não me consegui ligar. O miúdo deu-me mimos bons. Cheguei a casa, deixei estragar a sopa, tenho roupa para lavar, não fiz a cama. Tenho loiça empilhada, mas o chão limpo. Posso andar descalça, o que é bom porque os sapatos novos romperam-me as meias.

Sem comentários: