17/03/15

Desejos

Quando era miúda, invejava as pessoas que viviam em casas que tinham a placa com o nome da rua agarrada a elas. O meu primeiro namorado tinha uma casa com uma placa que tinha uns azulejos que se partiam aos poucos e a casa da minha avó também tem uma indicação da rua. Do mesmo modo que inspecciono todas as matrículas de carros à procura de uma 22-ZZ-22, antes de entrar na casa de alguém, reparo se tem o nome da rua.

Eu mudei-me há duas semanas e a minha casa faz canto. Ontem, quando cheguei à noite, a minha casa, a partir da rua, chamou-me a atenção, porque tinha deixado o computador ligado e via-se um clarão lá dentro. Depois, olhei para baixo da minha janela e lá estava: precisamente no meu andar, o nome da minha rua.

Mesmo por baixo da janela da sala, a minha casa anunciava o nome de um pintor.

Sem comentários: